[Crítica] Soulfly – Conquer

by

Soulfly – Conquer
Data de lançamento: Julho de 2008
Género: Thrash Metal
Editora: Roadrunner Records

  1. “Blood Fire War Hate” – 4:59
  2. “Unleash” – 5:10
  3. “Paranoia” – 5:31
  4. “Warmageddon” – 5:22
  5. “Enemy Ghost” – 3:02
  6. “Rough” – 3:27
  7. “Fall of the Sycophants” – 5:09
  8. “Doom” – 4:58
  9. “For Those About to Rot” – 6:47
  10. “Touching the Void” – 7:25
  11. “Soulfly VI” – 5:20

Ainda muitos de nós andamos a ouvir o último CD de Max Cavalera, do seu outro projecto Cavalera Conspiracy, e já o artista brasileiro nos ‘espeta’ com mais boa música para os nossos ouvidos.

Max Cavalera vinha prometendo. Ao longo de todos os álbuns de Soulfly, vinha-se a notar uma certa evolução no sentido de tornar o som mais bruto, mais agressivo, mais extremo, mais Sepultura do inicio dos anos 90 (a boa fase da banda). ‘Dark Ages’ em 2005 foi um bom álbum, mas faltava-lhe manter o mesmo nivel desde o inicio até ao fim. Aliás, na minha opinião, é isso que tem falhado nos ultimos CD’s dos projectos de Max Cavalera, mesmo com o recente ‘Inflikted’ dos Cavalera Conspiracy. ‘Conquer’ vem pôr um termo final (espero eu) nisso. Max foi buscar insiração a bandas como Slayer, Bolt Thrower e Napalm Death e disse que o último álbum da banda, ‘Dark Ages’, iria parecer um álbum Pop.

‘Conquer’ é um álbum onde se nota muita inspiração por parte da banda em criar um som bem Thrash Metal com msturas de Groove como tanto o Max gosta. A primeira faixa é devastadora. ‘Blood Fire War Hate’, que conta com a participação do guitarrista David Vincent dos Morbid Angel, é devastadora e faz lembrar logo os velhos clássicos de Sepultura. ‘Unleash’, que está disponivel para download segue o mesmo estilo. Pesada, um estilo já mais Groove, torna-se numa faixa viciante de se ouvir. ‘Paranoia’ é outra música que faz lembrar Sepultura. Inicio mais lento e pesado, com excelentes riff’s para entrar numa velocidade capaz de nos fazer levantar o volume das colunas ao máximo. ‘Warmageddon’ e ‘Enemy Rough’ seguem com grande estilo e ‘Rough’ traz-nos mais grandes ‘guitarradas’ com uns vocais excelentes de Max Cavalera. ‘Fall of the Sycophants’, ‘Doom’ e ‘For Those About to Rot’ são, na minha opinião, as melhores faixas do álbum juntamente com ‘Blood Fire War Hate’ e ‘Paranoia’. Rápidas e a mostrar o que esta banda sabe melhor fazer. ‘Touching the Void’ é uma faixa mais Groove e possui excelente trabalho de guitarras e mais uma vez, Max esmera-se nos vocais. O álbum termina com ‘Soulfly VI’, a habitual faixa sem vocais onde Max gosta de fazer música para ‘descontrair’. Uma boa faixa ao mesmo estilo da ‘Soulfly III’ de ‘Dark Ages’.

Este é na minha opinião, o melhor álbum lançado por Max Cavalera desde que saiu dos Sepultura em 1996, e o melhor álbum de Soulfly, largando por completo o Nu-Metal e mais aquelas ‘experiências’ dos primeiros álbuns. Um trabalho para os amantes da música pesada, em especial de Thrash Metal e Death Metal e para os amantes de Sepultura antigo. Esperemos que Max Cavalera continue a fazer boa música, como podemos ouvir neste ‘Conquer’.

Nota: 9.0/10

Etiquetas: , , ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: