[Crítica] Pantera – Cowboys From Hell

by

Pantera – Cowboys From Hell
Data de lançamento: Julho 1990
Género: Thrash/Groove Metal
Editora: Atco

  1. “Cowboys from Hell” – 4:06
  2. “Primal Concrete Sledge” – 2:13
  3. “Psycho Holiday” – 5:19
  4. “Heresy” – 4:45
  5. “Cemetery Gates” – 7:03
  6. “Domination” – 5:02
  7. “Shattered” – 3:21
  8. “Clash with Reality” – 5:15
  9. “Medicine Man” – 5:15
  10. “Message in Blood” – 5:09
  11. “The Sleep” – 5:47
  12. “The Art of Shredding” – 4:16

Muitos consideram ‘Master Of Puppets’ dos Metallica como o melhor álbum de Thrash Metal de sempre. Outros o ‘Reign In Blood’ dos Slayer. Existe ainda aqueles que consideram como melhor álbum de Thrash o ‘Rust in Piece’ dos Megadeth. Pois eu digo que o melhor álbum de Thrash Metal lançado até hoje é ‘Cowboys From Hell’ dos Pantera. E é também um dos melhores álbuns de metal existentes até hoje. O álbum marca um rumo diferente ao que até ali a banda vinha fazendo, onde praticava um som mais Heavy/Power e onde começou a adoptar mais um estilo Thrash/Groove. Foi nos Pantera que se viu actuar, um dos melhores guitarristas do planeta. Dimebag Darrell, um excelente guitar player que tinha como inflûencias bandas como Iron Maiden, KISS, Black Sabbath, Van Halen, Judas Priest, Metallica entre outros grandes nomes da cena metalica. Infelizmente, Dimebag faleceu em 2004 depois de ter sido assassinado em pleno palco onde actuava com um dos seus projectos, os Damageplan. Faziam parte dos Pantera também, o excelente baterista Vinnie Paul Abbott, irmão de Dimebag, o poderoso e controverso vocalista Phil Anselmo e ainda o baixista Rex Brown.

‘Cowboys From Hell’ é um clássico como poucos. Existem álbuns em que facilmente distinguimos as músicas mais fracas ou piores, mas neste álbum em particular, dizer que uma faixa ou outra é fraca, quer dizer que são excelentes mas menos boas que as outras ‘obras primas’.

Desde o começa, com a fenomenal ‘Cowboys From Hell’ onde ficamos delirados com a sonoridade da guitarra de Dimebag e o ritmo de Vinnie Paul, os excelentes vocais de Anselmo ou então o espectacular uso do baixo por parte de Rex Brown. Música clássica, bem como a seguinte ‘Primal Concrete Sledge’ que é simplesmente brutal. ‘Psycho Holiday’ vai seguindo a excelência com riff’s de guitarra que nos fazem ‘chorar por mais’. De seguida vem ‘Heresy’. Provavelmente uma das melhores faixas de Thrash que eu tenho memória. A guitarra de Dime, faz o que muitas vezes duas ou trés não conseguem fazer. Agressiva, rápida, vocais poderosos de Anselmo, fantástica. Segue-se Cemetery Gates’. Desculpem-me aqueles que adoras as baladas de Metallica, mas na minha opinião, ‘Cemetery Gates’ é a melhor balada de Metal. O ritmo, a letra, os riff’s alternados, a voz, toda a música é pura mestria. Se ‘Heresy’ é das melhores faixas de Thrash de sempre, ‘Domination’ é candidata ao lugar também. De facto, estas duas faixas mostram na minha opinião, aquilo que o Thrash Metal de facto é. Técnica, vocais fortissimos, excelente solo de guitarra e um grande trabalho de bateria de Vinnie. Já Rex Brown faz com Dimebag Darrell e Vinnie Paul, uma ‘maravilha no final da música’ que eu sempre que a ouço tenho de pôr o volume no máximo. Já ‘Shattered’ é puro Speed/Thrash Metal do inicio ao fim. Excelente faixa onde mais uma vez a guitarra de Dime ‘dá espectáculo’. ‘Clash with Reality’ é outro clássico. Uma faixa mais Groove, com um excelente trabalho de bateria e mais uma vez Phil esmera-se nos vocais. Clássico atrás de clássico, surge agora a obra prima ‘Medicine Man’. Grande ritmo, ora mais lento ora mais rápido mas sempre com um grande peso e agrassividade. ‘Message in Blood’ tem um inicio matador e segue os seus 5 minutos de duração com grande qualidade, sendo também uma das melhores do álbum. ‘The Sleep’ começa calmamente, mas torna-se numa faixa cheia de peso onde já se tem a noção que Dime faz milagres com uma guitarra. Tem dos melhores e mais lindos solos de guitarra de que eu tenho memória. O álbum acaba com ‘The Art of Shredding’ que é do outro mundo. Inicio com solo de guitarra matador de Dime (Guitar God) e entra numa furiosa faixa onde Phil despeja toda a sua grande qualidade como vocalista. Grande clássico também.

‘Cowboys from Hell’ é sem dúvida, na minha opinião, o melhor álbum de Thrash de sempre e um dos 3 melhores álbuns de Metal de sempre. Influenciou muitas bandas, foi responsável por manter a cena metálica de pé nos anos 90 sendo a melhor banda do género na década. A classificação é nota máxima, mas não existem argumentos para justificar uma nota mais baixa que essa. Um grande álbum de Metal, recomendado a todos os fãs do genero e em especial da música pesada.

Nota: 10/10

Etiquetas: , , ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: