[Crítica] Iron Maiden – Piece Of Mind

by

Iron Maiden – Piece Of Mind
Data de lançamento: Maio 1983
Género: Heavy Metal (NWOBHM)
Editora: EMI

Tracklist:

1. “Where Eagles Dare” (Steve Harris) – 6:10
2. “Revelations” (Bruce Dickinson) – 6:48
3. “Flight of Icarus” (Dickinson, Adrian Smith) – 3:51
4. “Die With Your Boots On” (Dickinson, Smith, Harris) – 5:28
5. “The Trooper” (Harris) – 4:15
6. “Still Life” (Dave Murray, Harris) – 4:53
7. “Quest for Fire” (Harris) – 3:41
8. “Sun and Steel” (Dickinson, Smith) – 3:26
9. “To Tame a Land” (Harris) – 7:27

Lineup:

Bruce Dickinson – vocais
Dave Murray – guitarrra
Adrian Smith – guitarra
Steve Harris – baixo
Nicko McBrain – bateria

 

 

“Piece Of Mind” é um álbum muito querido para mim, pois foi o primeiro álbum de Iron Maiden que comprei.

Depois do sucesso atingido nos três álbuns anteriores e se ter afirmado como uma das melhores bandas do género na altura, a banda “perdeu” o baterista Clive Burr que fez “troca directa” com Nicko McBrain dos Trust. E com a chegada de Nicko, a banda conseguiu atingir um nível de composição técnica genial. Nicko não era tão rápido quanto Burr, mas era mais técnico, mais preciso no ritmo e mais “inteligente”. Por isso ainda hoje está considerado um dos melhores bateristas de sempre.

“Piece Of Mind” é um álbum diferente dos seus antecessores. A banda focou-se em algumas histórias de literatura, tais como “The Trooper”, “Still Life” ou “To Lame a Land”, sendo que algumas das faixas que retratam estas pequenas “epopeias”, conseguem estar melhor explicitas nas músicas.

Desde a fenomenal entrada de “Where Eagles Dare”, onde Nicko mostra todo o seu potencial, passando pela linda “Revelations”, faixa composta por Bruce Dickinson, “Flight Of Icarus” onde assistimos a uma composição magistral por parte da banda nesta música e onde Bruce Dickinson “quase rasga” as cordas vocais de tão intensa ser a sua participação nesta música, no campo vocal.

Não podia deixar de referir a mítica e lendária “The Trooper”, uma música pesada mas com a melodia dos Iron Maiden e liricamente muito forte, que desde 84 tem marcado SEMPRE presença nos concertos ao vivo da banda. Aquele refrão em que Bruce canta “Ooooooo!!” é do outro mundo😀

Referência especial à faixa “To Lame a Land”, a faixa mais Progressive do álbum baseada na novela Dune de Frank Herbert, que está um verdadeiro mimo, seja a nível música, seja a nível lírico. Épica!

Todo o álbum é recheado de músicas de grande qualidade como a “divertida” e viciante “Die With Your Boots On”, havendo certamente, dois ou três clássicos dentro daquele que muitos consideram, o primeiro álbum dos Iron Maiden onde a banda fez experimentações no campo do Progressive Metal, porém, optando sempre pelo Heavy Metal como referência principal das suas músicas, seja em que álbum for.

Quarto clássico da banda e mantendo as expectativas sempre em alta, que foram superadas no ano seguinte. Mas isso, fica para outra altura🙂

notas10

Etiquetas: , , , , , ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: