[Crítica] Ensiferum – From Afar

by

Ensiferum – From Afar
Data de lançamento: Setembro 2009
Género: Death Metal
Editora: Spinefarm Records

Tracklist:

1. “By the Dividing Stream” — 3:50
2. “From Afar” — 4:52
3. “Twilight Tavern” — 5:39
4. “Heathen Throne” — 11:09
5. “Elusive Reaches” — 3:26
6. “Stone Cold Metal” — 7:26
7. “Smoking Ruins” — 6:40
8. “Tumman Virran Taa” — 0:53
9. “The Longest Journey (Heathen Throne Part II)” — 12:49
10. “Vandraren” (Nordman cover — Limited edition bonus track)

Lineup:

Petri Lindroos — Vocais, Guitarra
Markus Toivonen — Guitarra, Vocais de fundo
Sami Hinkka — Baixo, Vocais de fundo
Janne Parviainen — Bateria
Emmi Silvennoinen — Piano, Vocais de fundo

Formada em 1995, a banda de Death Metal, Ensiferum, natural da Finlândia, é simplesmente fenomenal! Dito isto, os leitores podem já pensar que está aqui um grande fã da banda e deste género musical. Mas até nem é o caso.

Os Ensiferum produzem uma sonoridade realmente espectacular. A junção de características tais como os vocais ora agressivos e rasgados, ora limpos para os refrões (que são soberbos!), a perfeita junção das melodias Metal com Folk na guitarra líder ou o famoso “galopar” na guitarra ritmo, que proporciona um ambiente “delicioso”. De destacar ainda o nível e qualidade lírica desta banda, inspirados filmes, literatura, poemas, fantasia e mitologia nórdica.

“From Afar” é o quarto álbum dos finlandeses um dos melhores da sua discografia, que conta com verdadeiras pérolas. Digo até, que é o álbum mais “épico” da banda. A banda produz na sua essência, um Death Metal melódico, se bem que lhe podemos chamar Epic Death Metal, devido á composição das suas canções, que facilmente ultrapassam os 10 minutos de duração, bem como aos já referidos conteúdos líricos.

O trabalho de guitarras é fenomenal e um verdadeiro mimo para os amantes de solos de guitarra ou de duetos entre os guitarristas das bandas. Janne Parviainen faz um excelente trabalho na bateria e o piano de Emmi Silvennoinen criam uma envolvência e sonoridade única.

Não vou dizer qual a melhor faixa do álbum, até porque este é daqueles trabalhos que tem de ser ouvido do inicio ao fim sem interrupções. Se bem que a música “Stone Cold Metal” é do melhor que ouvi este ano.
Um verdadeiro “clássico” lançado este ano. Candidato a álbum do ano e, com toda a certeza que temos aqui um dos melhores trabalhos dos últimos tempos dentro do género que tanto adoramos.

Nota: 9.5/10

Etiquetas: , , , , ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: